Doria prometeu na campanha eleitora que NÃO atacaria a previdência dos servidores

Prefere taxar e confiscar parte dos salários arrochados dos servidores do que cobrar os grandes devedores da Dívida Ativa do Estado! As grandes empresas devem mais de R$ 340 Bilhões aos cofres públicos

É o Estado que deve para os servidores, e não o contrário! Até 2008 o governo Estadual não contribuiu com sua parte obrigatória aos caixas da SPPrev. A dívida do governo com a previdência dos servidores chega a R$ 125 Bilhões

A taxação de 14% na previdência, somada ao aumento previsto da contribuição obrigatória ao IAMSPE e aos anos de arrocho, significam na prática um verdadeiro #Confisco salarial, um "Desaumento"

O projeto altera a base de cálculo da aposentadoria para incluir os menores salários e derrubar o valor final do benefício

Acaba com o direito à incorporação de décimos e deixa a carreira estagnada

Com as novas regras, será praticamente impossível o trabalhador receber o benefício no valor pelo qual contribuiu

A pensão por morte passará a ser de 50% sobre o benefício, deixará de ser vitalícia e vedará cumulação com outro benefício previdenciário.

 

Abaixo Assinado Contra a Reforma da Previdência dos Servidores