Escola da Vila formosa desmonta período noturno apesar da existência de demanda

 

09 de maio de 2019

Carlos Giannazi recebeu em seu gabinete na Assembleia Legislativa, na terça-feira (7/5), representantes da comunidade da Escola Estadual Professor José Marques da Cruz, situada na Vila Formosa, na zona leste da capital. Eles apresentaram um abaixo-assinado contra o esvaziamento forçado do período noturno, tanto no curso regular do ensino médio como na Educação de Jovens e Adultos (EJA), apesar da existência de demanda.

 

Alunos, pais e professores relataram ao deputado que no início do ano foi proibida a abertura de turmas no primeiro ano do curso regular do ensino médio, e agora estão sendo proibidas as matrículas para o segundo e terceiro ano de EJA. “É a continuação daquele projeto nefasto de reorganização da rede estadual, promovido pelo ex-governador Alckmin, que na prática significou o fechamento de salas, de turnos e de escolas. Só que agora essa prática acontece de forma mais disfarçada e sorrateira para que a sociedade não perceba”, alertou o parlamentar.

 

Além de denunciar no Plenário da Alesp o desmonte da unidade vinculada à Diretoria de Ensino Região Leste 5, Giannazi determinou a publicação do manifesto da comunidade escolar no Diário Oficial e encaminhou ofícios ao governo do Estado e à Secretaria da Educação exigindo a reabertura dos cursos.

 

Leia mais sobre Rede Estadual