Notícias

Ato em defesa da Cinemateca

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Estivemos em frente ao prédio da Cinemateca Brasileira para protestar, debater e repudiar a situação de abandono que vive o maior acervo audiovisual da América do Sul. Cerca de 500 pessoas se reuniram para cobrar ações efetivas e imediatas do DESgoverno Bolsonaro, um dos maiores inimigos históricos da cultura.

A tragédia do último dia 29 não foi um acidente, foi um crime! Os movimentos em defesa do acervo, os nossos mandatos e o MP já alertavam para esse risco há tempos. Este mês completou 1 ano da demissão de todos os trabalhadores, que sequer receberam salários e rescisões.

O deputado Carlos Giannazi e o vereador Celso Giannazi acionaram o Ministério Público Federal pela RESPONSABILIZAÇÃO CRIMINAL de Mário Frias, secretário de cultura, e do secretário adjunto Hélio Ferraz sobre o incêndio na Cinemateca.

Não podemos esperar mais. A situação é urgente e requer investimento financeiro adequado e profissionais capacitados para administrar a instituição. Seguimos mobilizados!

Deixe seu comentário sobre o assunto

Veja outras notícias do mandato