Atletas são notificados a sair dos alojamentos do Ginásio do Ibirapuera

24 de maio de 2019

 

 

Líder do PSOL na Alesp, Carlos Giannazi foi um dos parlamentares que visitou na quarta-feira (22/5) as dependências do Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães para conversar com os atletas que estão sendo despejados. “O PL 91/2019 nem foi aprovado e já notificaram todos os atletas para que deixem os alojamentos do Projeto Futuro, no Ginásio do Ibirapuera.” 

 

Ao conferir o estado de degradação das instalações, Giannazi, que é opositor da política de sucateamento e privatizações promovida há décadas pelo PSDB, explicou que o espaço não recebe manutenção por um motivo claro. “A tática da “privataria tucana” é sucatear os equipamentos públicos para que deixem de funcionar. Assim se constrói a desculpa para entregá-los à iniciativa privada.” 

 

O deputado explicou que a função do conjunto esportivo enquanto “celeiro de grandes atletas”simplesmente deixará de existir, assim como os projetos sociais que acolhem jovens de baixa renda: sãoatividades que não geram lucro a curto prazo. Em vez disso, a iniciativa privada vai transformar o local em um espaço limitado à realização de shows e eventos com grande apelo de bilheteria. 

 

Embora reconheça que a atual composição da Assembleia tenha caráter majoritariamente privatista, Giannazi mantém o PSOL em obstrução ao PL 91 e está trabalhando para sensibilizar mais deputados e bancadas a se unirem na defesa de um patrimônio que já rendeu até medalhas olímpicas para o país.