Alunos e professores fazem homenagem à Educação de Jovens e Adultos

19 de junho de 2019

Um tributo à Educação de Jovens e Adultos (EJA) reuniu, na segunda-feira (17/6), a comunidade da EE Reverendo Jacques, do Jardim São Luiz, que destacou sua importância para abrir horizontes e desenvolver a cidadania.

 

Para o diretor da escola, Severino Honorato, como esses alunos são mais experientes, valorizam muito o saber adquirido, fato confirmado pelo estudante Renato, que está concluindo o ensino médio na mesma escola onde estudam suas duas filhas. “Com conhecimento, deixamos de nos submeter.”

 

Pedagogo e escritor, Edson Gabriel Garcia recordou quando era diretor da EE Carlos de Andrade Rizzini, em Santo Amaro. “Havia 12 salas de EJA no período noturno, e não se ouvia ruído nenhum, tamanha a compenetração dos estudantes.” Ele também mencionou sua experiência de trabalhar com Paulo Freire na gestão Erundina, quando foi criado o Movimento de Alfabetização de Adultos (Mova), cujo legado ainda persiste: alunos e mestres, sempre estão aprendendo uns com os outros.

 

Carlos Giannazi homenageou o aluno Cléber de Souza Werneck, de 82 anos e destacou que a EJA está prevista na Constituição Federal, na LDB e nos planos Nacional e Estadual de Educação. “Mas ela tem de ser fortalecida na prática, principalmente com a divulgação ostensiva do calendário de matrículas, já que o Estado e o município se aproveitam da baixa divulgação para fechar cursos”, afirmou.